quinta-feira, 14 de julho de 2011

FUNDAÇÕES DIRETAS OU RASAS.

As fundações diretas são empregadas onde as camadas do subsolo, logo abaixo da estrutura, são capazes de suportar as cargas.

Com o auxílio da sondagem, obtemos o SPT na profundidade adotada e calculamos a σs do solo. Dividindo a carga P pela σs do solo, encontramos a área necessária da sapata (Snec).

Encontrada a área, adota-se as dimensões e verificamos se são econômicas (Figura 3.12).

Condições econômicas:  A - a = B - b
                                      A - B = a - b

Como referência temos σs (Tensão admissível do solo) como sendo:

         Boa      = 4,0 kg/cm²
         Regular = 2,0 kg/cm²
         Fraca    = 0,5 kg/cm²

A Distribuição das pressões, no terreno, é função do tipo de solo e da consideração da sapata ser rígida ou flexível, podendo ser bitriangular, retangular ou triangular.

Uma sapata será considerada flexível quando possuir altura relativamente pequena e , sob atuação do carregamento, apresentar deformação de flexão (Caputo, H.P, 1973)

Descrevemos com mais detalhes as fundações diretas mais comuns para obras de pequeno porte.


0 comentários: